Notícias

Imagem

Vai começar a pedalar? Seis conselhos para andar por aí com segurança e conforto

Andar de bicicleta é uma atividade recomendada para todo mundo, mas que exige alguns cuidados na hora de começar. Veja como fazer dela uma aliada para a saúde física e mental
 
De 2010 para cá, os esportes outdoor, como pedalada e corrida, começaram a chamar mais a atenção dos praticantes de atividade física. Uma prova disso é o crescimento enorme no número de participantes de eventos esportivos amadores, como as corridas de rua, por exemplo.
 
Em relação à bicicleta, também foi nesta época que a mobilidade urbana e questões ligadas à sustentabilidade ganharam maior importância. Mas isso não foi suficiente para fazer a atividade ganhar força. Alan Szczepanski, educador físico, treinador de bike e organizador de corridas, acredita que isto se deve tanto ao custo dos equipamentos quanto à infraestrutura de ciclovias na época, restritas apenas à ligação entre alguns parques.
 
Agora, porém, durante a pandemia, a coisa parece ter mudado de figura. Segundo Alan, em um primeiro momento, a mídia associou o aumento no número de ciclistas ao fato de as pessoas não quererem usar o transporte coletivo. Mas, para ele, o real motivo é mais simples: as pessoas sentiram necessidade de se exercitar, de sair de casa, de ficar ao ar livre. Além disso, a estiagem que ocorreu no mesmo período ajudou bastante a popularizar o esporte, com dias secos e de temperatura amena.
 
E, se você está pensando em mudar um hábito e se juntar a este grupo, é bom saber que o pedal é recomendado para todas as pessoas, já que não causa impacto nas articulações. No caso de algum problema de saúde, entretanto, é importante contar com o acompanhamento de um profissional de treinamento para adequar a intensidade e duração do exercício.
 
Apesar de todos os benefícios para o coração, pulmões e pressão arterial, Alan diz que é na saúde mental que a bike faz toda a diferença.
 
– Por meio do ciclismo, as pessoas conhecem lugares bonitos, diferentes, conseguem se desafiar, ir mais longe, interagir com outras pessoas. Principalmente neste último ano, a bike tem sido uma grande aliada da saúde mental.
 
Para você começar o quanto antes a usufruir de todos os benefícios trazidos por esta atividade, Alan dá algumas dicas valiosas:
 
1. Comece com o melhor equipamento que puder comprar
 
Um bom equipamento traz segurança, conforto e ajuda quem está começando a gostar de pedalar. Um equipamento ruim é desconfortável, atrapalha o rendimento e pode desmotivar.
 
2. Pedale com amigos e participe de grupos
 
Pedalar com outras pessoas é mais seguro, e cria um compromisso com o horário e com a atividade que ajuda todos a ficarem mais motivados.
 
3. Cuidado com a segurança
 
Evite pedalar em locais perigosos, sozinho ou em horários ruins para evitar roubos.
 
4. Busque ajuda profissional
 
Um profissional poderá ajudá-lo a escolher qual tamanho e modelo de bicicleta comprar, e, principalmente, como regular seu equipamento.
 
5. Regule corretamente sua bicicleta
 
Um equipamento desregulado provoca dores, pode machucar e frustrar quem está começando. Regular corretamente a bicicleta previne lesões nos joelhos, quadril, cotovelos, punhos e pescoço, por exemplo.
 
6. Conheça as regras e saiba como se portar
 
É importante conhecer alguns pontos básicos antes de começar, como trocar de marcha, em que regiões é melhor pedalar, como se portar… Andar no sentido correto da via, por exemplo, pode evitar um acidente grave.
 

Fonte: Globo Esporte

Categorias:

Comente esta notícia

código captcha
Desenvolvido por Agência Confraria