Notícias

Imagem

Servidores não serão afetados por reforma administrativa, afirma Lira

Presidente da Câmara dos Deputados disse que reunião com líderes vai debater mérito, ritos e tramitação da proposta
 
O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta segunda-feira (7) que uma reunião com todas lideranças partidárias será realizada amanhã (8) na Casa para "discutir mérito, ritos e procedimentos de tramitação da reforma administrativa".
 
Lira garante que as mudanças não vão atingir direitos dos atuais servidores. Segundo ele, a reforma "será conduzida com cuidado e responsabilidade.

A comissão especial para tratar do tema foi criada por Lira na semana passada. A reforma já teve sua admissibilidade aprovada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça da Câmara), primeiro passo no trâmite do texto que mudará regras no serviço público.
 
O ministro da Economia, Paulo Guedes, já avaliou que a proposta do governo para a reforma administrativa é bastante moderada e fruto de muita conversa ao longo de dois anos de governo. "Calibramos e moderamos bastante, exatamente conversando com parlamentares, trocando ideias, recebendo críticas", disse ele.
 
A ser estabelecida pela PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 32, a reforma altera regras do funcionalismo público para os servidores dos três poderes e de servidores municipais e estaduais.

No entanto, não estão previstas alterações para os membros desses poderes, como magistrados e deputados. Para Guedes, a PEC deve resultar em uma economia de R$ 300 bilhões em uma década.

Fonte: R7

Comente esta notícia

código captcha
Desenvolvido por Agência Confraria