Notícias

Imagem

No dia da mulher, DS Curitiba homenageia filiada desde a fundação

No dia de hoje, 8 de março, é celebrado o Dia Internacional da Mulher. A DS Curitiba demonstra a admiração por cada uma das servidoras da Receita Federal do Brasil, que desempenham suas funções com responsabilidade e dedicação, contribuindo para uma sociedade mais justa e que trabalham diariamente para aumentar o seu espaço dentro da estrutura social. Dedicamos essa justa homenagem e as nossas congratulações pelo seu dia!
 
Para celebrar essa data comemorativa, entrevistamos a filiada desde a fundação do sindicato, Rosilian Kreutzer Faucz Rocha, de 60 anos, auditora fiscal da Receita desde 1986. Formada em Engenharia Química, pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), decidiu prestar concurso público devida a crise de desemprego que o país sofria na época. Depois de ingressar no órgão, se formou em Ciências Contábeis, pela Faculdade de Educação Superior do Paraná. 
 
“O concurso público acabou se apresentando como uma opção. Notadamente, na Receita Federal se vislumbrava a possibilidade de ser desenvolvido um trabalho que contribuísse para a promoção da justiça social, o que acabou por despertar o interesse especificamente neste concurso”, explica a contabilista que já completa 34 anos de carreira pública. Depois que ingressou como servidora, em nenhum momento ponderou quanto à mudança de profissão.  
 
Acreditando que todo ser humano tem papel fundamental no desenvolvimento da nossa sociedade, Rosilian entende que as mulheres têm saído do anonimato e demonstrado o seu poder de realização. Ainda assim, crê na importância de políticas que visem a valorização da mulher e da conscientização do assédio dentro do ambiente do trabalho. “Existe a discriminação quanto a sua capacidade intelectual e de liderança, a devida valorização”, explica a entrevistada.
A servidora não deixa de ressaltar que esse cenário não atinge apenas as mulheres, mas a sociedade como um todo, entendendo que isso se torna mais evidente a depender do universo e tipo de trabalho em que você está inserido, variando entre os setores da sociedade. Rosilian acredita que é importante, antes de tudo, desenvolver “independente de gênero, atividades que atendam necessidades de pessoas, quer como profissional, quer como ser humano”. 
 
Como inspiração para os seus ideais, Rosilian ressalta a presença dos avós e dos pais, que sempre foram um exemplo de força. Além disso, sempre demonstraram que o fundamental na vida é honestidade, ética e respeito. Da mesma forma, tenta repassar isso para a sua filha de 23 anos, que é uma lição de vida diária. “Espero que ela enfrente os obstáculos com garra e determinação, é meio caminho andado”, explica sobre o sentimento de ser mãe de uma menina.
 
Sobre legado, ela conclui: “É deixado por pessoas especiais que fazem a diferença neste mundo: que trabalham com afinco por uma sociedade mais justa, que contribuem para o aperfeiçoamento da humanidade, que dedicam a vida ao próximo. Eu gostaria de ter um histórico de vida digna que, de alguma forma, pudesse contribuir para tornar este mundo mais justo e sensível, com menos preconceito e mais empatia pelas pessoas próximas”.
 
Acreditamos que Rosilian é um bom exemplo das mulheres que estão ao nosso redor no nosso ambiente de trabalho da RFB, elas que são boas mães, filhas, esposas, amigas, profissionais e seres humanos. Essa é a mensagem que queremos deixar para todas vocês: Confiem e sejam fiéis aos seus princípios. Estamos aptos ao erro, mas devemos ser melhores cidadãos a cada dia que se passa, que o nosso legado seja bem construído.  

Comente esta notícia