Clipping

Imagem

Receita Federal apreende mais de 57 toneladas de cocaína em 2019

Resultado supera em mais de 80% o alcançado em 2018.
 
As apreensões de cocaína pela Receita Federal alcançaram a marca de 57,15 toneladas no ano de 2019. O resultado, que é o recorde histórico da instituição, supera em mais de 80% o atingido em 2018, quando as apreensões totalizaram 31,45 toneladas.
 
As principais apreensões ocorreram em portos como de Santos/SP, Paranaguá-PR, Natal/RN, Itajaí/SC e foram identificadas, em sua maioria, em cargas que seriam exportadas para a Europa e a África.
 
Se considerados todos os tipos de entorpecentes, as apreensões em 2019 atingiram 63 toneladas. Esse resultado supera em 60,02% o alcançado em 2018 quando totalizou 39,82 toneladas.
 
Para a Receita Federal, o incremento no volume de apreensões de drogas está relacionado ao aperfeiçoamento das técnicas de controle aduaneiro com uso intensivo de gestão de riscos, de ações de inteligência e de integração institucional.
 
O resultado é fruto do investimento em tecnologia, capacitação dos servidores e utilização do equipamento adequado como scanners, cães de faro e a própria intensificação das operações de vigilância e repressão aduaneira que em 2019 chegaram a 4.837 operações contra 3.343 ano anterior.
 
Histórico de apreensões de cocaína
 
 
Quantidade de Operações de Vigilância e Repressão - Histórico

Fonte: Receita Federal

Comente esta notícia

código captcha