Clipping

JN explica estudo do Sindifisco com relação à tabela do IR

02 de fevereiro de 2018

Imprimir   Enviar por e-mail

A reportagem, veiculada na sexta-feira (26/1), tratou da defasagem acumulada em 88,4% na tabela do imposto, conforme apresentado em estudo do Sindifisco Nacional.

Em gráficos, a matéria explica que a falta de reajuste por mais de duas décadas fez com que a correção aplicada à tabela, de 1996 até 2017, ficasse em 109,63%, enquanto que a inflação teve uma alta de 294,93%. Um problema que pesa no bolso dos brasileiros, que acabam pagando mais imposto. Caso a tabela acompanhasse a inflação, como defendem os Auditores Fiscais da Receita Federal, a faixa de isenção do Imposto de Renda passaria dos atuais R$ 1.903,56 para R$ 3.556,56.

Assista à reportagem na íntegra.

 

Compartilhe

   
  Compartilhar no WhatsApp

Comente

Nome

E-mail

Localidade

Digite o código ao lado

código captcha

Comentário (máximo 1000 caracteres) | Restam: