Clipping

Imagem

Renan pede que Receita Federal devolva imposto de renda pago pelo Senado

A deliberação do Carf contra a cobrança do Imposto de Renda sobre o 14º e o 15º salários foi tomada no último dia 30, em resposta a recurso da ex-senadora Ideli Salvatti (PT-SC), atual ministra das Relações Institucionais. O relator da matéria no Conselho, Antônio Martinez, considerou que não deve haver tributação do benefício apenas por ser chamado “salário”, já que sua finalidade é repor gastos. Em razão dessa decisão, no total, o Senado espera reaver R$ 5 milhões usados na época para quitar a suposta dívida de 119 senadores com a Receita.O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou na manhã desta quinta-feira (10) que a Casa vai pedir que a Receita Federal devolva o imposto de renda pago pela instituição no ano passado, para quitar a dívida de tributos não recolhidos sobre ajudas de custo recebidas pelos senadores entre 2007 e 2011. A decisão foi tomada porque o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) entendeu agora que as remunerações eram ajuda de custo e não renda e, dessa forma, não deveriam ter sido taxadas pelo imposto de renda.
 
Ao final da reunião da Mesa do Senado, o presidente da Casa afirmou o seguinte para os jornalistas:
- O 14º e o 15º vão ser restituídos. O Senado vai entrar pedindo a restituição. E alguns senadores, mais de 40, que pagaram diretamente, inclusive eu, nós vamos pedir diretamente a restituição. Foi entendido que a verba indenizatória não amplia patrimônio. E só paga imposto aquilo que tem repercussão patrimonial. O Senado pagou na época R$ 5 milhões. Eu já pedi a advocacia para cuidar disso.

Fonte: Agência Senado

Comente esta notícia